Apoio a família de dependente de drogas

Um dependente químico dentro de casa abala a estrutura e a convivência familiar. Como lidar com a angústia dos pais de um dependente ou, como apoiar o desenvolvimento do filho de um viciado em drogas.

O mundo das drogas tira o usuário do mundo real, de seu centro e equilíbrio. Quando a droga domina um pai de família, os problemas vêm em cascata. Começa com a perda do emprego, contração de dívidas para financiamento das drogas, comprometimento da relação familiar pelos danos comportamentais que o vício provoca, chegando à violência ou abandono do lar.

Apoio a família de dependente drogas

Pais, cônjuges ou filhos de drogados precisam de tratamento assim como o dependente. É preciso saber lidar com uma pessoa em recuperação para que não haja estímulo para uma recaída. Como prevenir que uma criança que presenciou as atitudes do pai ou a mãe sob efeito de drogas não seja um futuro viciado?

Recuperar a confiança de uma criança, elevar a auto-estima de um ex-viciado que precisa se reintegrar à sociedade. Nem sempre a família sabe o que fazer nessa situação. A exaustão emocional que a convivência próxima com uma pessoa drogada pode trazer precisa ser cuidada com atenção. O tratamento para a família consiste em fazer com que os membros, numa primeira etapa aceitem o fato de que seu ente querido é drogado e necessita de tratamento. A partir daí, vem a busca do tratamento, a recuperação da estabilidade emocional da família e um longo processo de orientação e acompanhamento para que o equilíbrio se mantenha ao máximo para evitar recaídas.

Terapia familiar

A psicoterapia de casais ou familiar tem como objetivo orientar os comportamentos positivos a serem adotados em relação ao dependente em recuperação, levando em conta o padrão já existente na família. Outro tipo de tratamento são os grupos de apoio onde famílias com problemas comuns trocam experiências. A solidariedade é um importante fator para o sucesso do tratamento.

Tratamento de drogas

No tratamento de uma dependência química, fica evidente o desgaste das relações familiares que podem se manter mesmo após o término do tratamento. Com o apoio de especialistas, a recuperação dos laços emocionais torna-se viável e é a chave para que o ex-viciado permaneça limpo.

Por Carlos

Comente

*

*