Tratamento Intensivo para Dependentes Químicos e Alcoólatras

 Tratamento Intensivo para Dependentes Químicos e Alcoólatras

Tratamento Intensivo para Dependentes Químicos e Alcoólatras

Tratamento Intensivo para Dependentes Químicos e Alcoólatras são programas de tratamento usados ​​para lidar com vícios, depressão, distúrbios alimentares ou outras dependências que não requerem desintoxicação ou supervisão 24 horas por dia. Eles permitem que os pacientes continuem com sua vida normal do dia-a-dia de uma forma que os programas de tratamento residencial não permitem. Enquanto o tratamento residencial requer que os clientes residam no local, os pacientes em programas ambulatoriais intensivos vivem em casa.

Os Tratamentos Intensivos para Dependentes Químicos e Alcoólatras às vezes são usados ​​em conjunto com programas de internação como uma forma de se adaptarem de forma mais suave e contínua às suas famílias e comunidades. Eles são projetados para estabelecer mecanismos de apoio, ajudar no manejo da recaída e fornecer estratégias de enfrentamento.

Por que escolher os Tratamentos Intensivos para Dependentes Químicos e Alcoólatras em vez de tratamento residencial?

Os Tratamentos Intensivos para Dependentes Químicos e Alcoólatras são um aspecto importante do cuidado de pessoas que buscam ajuda para superar o vício. Para muitas pessoas, o atendimento hospitalar – seja em um hospital, clínica de recuperação ou outra instalação – pode ser um desafio.

Essas opções de tratamento intensivo geralmente fornecem o mais alto nível de cuidado, separando as pessoas com vícios do acesso às drogas ou álcool que abusam e de outras pessoas que podem encorajar recaídas ou sabotar ativamente os esforços de recuperação; no entanto, eles nem sempre são viáveis. As pessoas costumam ter compromissos familiares ou de trabalho que as impedem de receber cuidados em tempo integral. Eles simplesmente não podem deixar suas vidas para trás por um longo período de tempo.

Para essas pessoas, os tratamentos intensivos costumam ser a melhor escolha. Eles ainda recebem tratamento intensivo, mas podem residir em casa.

Os candidatos ideais para tratamento intensivo têm um ambiente doméstico seguro. Isso significa encorajar familiares e amigos que estão prontos para apoiar seus entes queridos em seus esforços de recuperação. Se uma pessoa vive com outras pessoas que usam drogas ou bebem, o tratamento ambulatorial geralmente é recomendado para afastar a pessoa desses fatores desencadeadores de recaída.

Geralmente os Tratamentos Intensivos não são recomendadas para pessoas com casos graves de dependência ou distúrbios concomitantes. Geralmente, esses casos são encaminhados para internação por exigirem um tratamento mais imersivo e supervisão 24 horas por dia.

Estágios do tratamento intensivo da dependência química e alcoólica

Existem vários estágios de tratamento intensivo para problemas de dependência química e alcoólica. Nossa clínica de recuperação definiu cinco níveis de tratamento como parte de um continuum de cuidados.

  • Nível 1: serviços de intervenção precoce
  • Nível 2: serviços ambulatoriais
  • Nível 3: serviços ambulatoriais intensivos ou internação parcial
  • Nível 4: serviços de tratamento residencial ou hospitalar
  • Nível 5: serviços de tratamento hospitalar intensivo administrados clinicamente

O que esperar do Tratamento Intensivo?

O atendimento recebido por meio de um Tratamento Intensivo para Dependentes Químicos e Alcoólatras varia de acordo com a clínica de recuperação más geralmente consiste em 10-12 horas de terapia em grupo e individual a cada semana, além da participação incentivada em um programa de 12 etapas. Essas sessões geralmente ocorrem no local, em uma instalação médica ou terapêutica, mas algumas opções estão sendo desenvolvidas para que os indivíduos participem de programas online. Isso pode ser especialmente útil para pessoas que moram em locais remotos ou em cidades onde os serviços de tratamento adequados simplesmente não estão disponíveis.

Os pacientes em tratamento intensivo geralmente visitam as instalações três a quatro vezes por semana, geralmente por três horas seguidas. Novamente, as especificações variam de programa para programa, mas de acordo com a Administração de Abuso de Substâncias e Serviços de Saúde Mental, a maioria dos programas exige de 9 a 20 horas de participação por semana. O tratamento intensivo fornece um nível mais alto de atendimento do que os programas ambulatoriais padrão e isso significa mais tempo gasto em tratamento a cada semana.

Terapia de Grupo para o tratamento intensivo da dependência química e tratamento intensivo da dependência alcoólica

A terapia de grupo tende a servir como o núcleo da maioria dos tratamentos intensivos. Alguns estudos mostram que a participação em grupo é tão eficaz quanto a terapia individual no tratamento do vício.

A participação em um grupo oferece suporte aos pacientes de várias maneiras.

Oferece aos pacientes a oportunidade de aprimorar suas habilidades de comunicação e fornece um novo recurso para a socialização. Isso é especialmente importante no caso de vícios, pois a socialização anterior dos indivíduos costuma ser com outros que usam drogas ou álcool. Dá aos participantes acesso a um ambiente onde pessoas em situações semelhantes fornecem apoio, conforto e feedback honesto.
Pode reforçar formas saudáveis ​​de interação e fornecer um espaço seguro que é vital para os esforços de recuperação.
Os membros do grupo que estão mais adiantados em sua recuperação muitas vezes oferecem ajuda valiosa e empatia para aqueles que estão no início do processo de recuperação.
Ele fornece um fórum para terapeutas e líderes de grupo para transmitir informações importantes, ensinar novas habilidades e orientar clientes.
Os grupos podem ser um lugar para testemunhar comportamentos mais positivos associados à recuperação e para praticar novos modos de lidar com o vício.
As sessões de grupo nas quais os clientes participam são de vários tipos, a fim de abordar uma variedade de tratamentos e habilidades necessárias para a recuperação bem-sucedida do vício.

Os Tratamentos intensivos podem incluir uma variedade de grupos diferentes.

Os grupos de desenvolvimento de habilidades são projetados para ajudar os clientes a praticar comportamentos específicos em um ambiente seguro.
Os grupos psicoeducacionais fornecem suporte emocional e a oportunidade de aprender sobre o vício, a dependência e as consequências do abuso. Esses grupos geralmente se concentram no desenvolvimento de habilidades e técnicas de resolução de problemas para alterar sistemas de crenças ineficazes.
O treinamento de recusa permite que os clientes participem de exercícios de dramatização, onde podem ensaiar como lidar com convites para usar a substância da qual estão tentando se livrar de maneira eficaz.
Os grupos de prevenção de recaídas ajudam os clientes a identificar os gatilhos e as situações de alto risco e a desenvolver técnicas para evitá-los e gerenciá-los.
Os grupos familiares enfocam as maneiras pelas quais o cliente e sua família podem apoiar uns aos outros. Nesses grupos, os participantes também aprenderão sobre os efeitos do vício nos relacionamentos e como lidar da melhor forma com esses desafios.

Terapia Individual no Tratamentos intensivos

Assistir a uma sessão de terapia. Aqueles que buscam Tratamento intensivo também costumam ter acesso à terapia individual. Embora isso seja importante, geralmente não é a forma primária de tratamento.
A terapia individual enfoca os problemas urgentes causados ​​pelo abuso de substâncias do cliente e seus esforços para permanecer abstinente. Em sessões de terapia individual, os clientes costumam se aprofundar no trabalho realizado na terapia de grupo, permitindo que dediquem mais tempo às questões individuais. Algumas pessoas não se sentem à vontade para falar em grupo, então a terapia individual lhes dá espaço para falar sobre assuntos mais pessoais.

As sessões individuais de terapia fazem parte da maioria dos Tratamentos intensivos e geralmente serão agendadas pelo menos uma vez por semana, se não com mais frequência, especialmente no início do tratamento. Cada cliente recebe um terapeuta que se empenhará em estabelecer um relacionamento próximo e honesto, baseado na confiança mútua e no compromisso com a recuperação.

Terapias Complementares nos Tratamentos intensivos

Muitos dos Tratamentos intensivos oferecem terapias alternativas para complementar suas ofertas tradicionais. Tratamentos como terapia de arte, musicoterapia, terapia de aventura ou terapia assistida por equinos podem ser oferecidos. Esses tratamentos permitem que os clientes utilizem formas não-verbais de cura. Terapeutas treinados no tratamento específico conduzem essas sessões, que geralmente ocorrem em um ambiente de grupo.

Grupos de Apoio o Tratamento intensivo

Encontrar um grupo de apoio para ajudar a manter a sobriedade.A maioria dos Tratamentos intensivos recomenda que os pacientes participem de grupos de apoio de pares, como Alcoólicos Anônimos ou Narcóticos Anônimos. Na verdade, muitos programas ambulatoriais intensivos realizam reuniões em suas instalações, tornando mais fácil para os clientes participarem quando estão lá para as sessões de tratamento.
Esses grupos de 12 etapas fornecem uma estrutura para recuperação que serve os indivíduos bem quando eles abandonam o tratamento formal. As reuniões são realizadas em todo o mundo em vários momentos, permitindo que as pessoas as encaixem facilmente em suas agendas.

Escolhendo a melhor opção de Tratamentos intensivos para dependência química e alcoólica

O Instituto Nacional de Abuso de Drogas descreve o que os indivíduos devem procurar em qualquer programa de Tratamento intensivo. Se você estiver procurando por um programa ambulatorial intensivo, reserve um tempo para garantir que o centro que você escolher atenda aos seguintes requisitos:

O tratamento deve ser facilmente acessível. Você não deve ter que esperar muito tempo para entrar em um programa.  Muitas vezes, os Tratamentos intensivos podem garantir uma entrada mais rápida para o tratamento.
O cuidado deve ser personalizado. Desconfie de programas que oferecem uma abordagem única para todos os casos de recuperação. Cada cliente deve receber Tratamento intensivo personalizado que se adapte à sua situação e progresso individual.
Deve ser fornecido tratamento médico. Se for necessário atendimento médico para o caso específico, ele deve estar prontamente disponível.
O Tratamento Intensivo deve ser baseado em pesquisas empíricas . O tratamento baseado em evidências é essencial. Embora os tratamentos alternativos possam ser usados ​​para complementar o cuidado, a base do tratamento deve ser a desintoxicação médica e a terapia.
Apoio social deve ser fornecido . Pessoas em recuperação precisam de um forte sistema de apoio para evitar recaídas. O Tratamento Intensivo deve envolver o apoio dos pares em terapia de grupo e reuniões do grupo de apoio, e um plano de tratamento posterior que inclua oportunidades para construir e fortalecer a rede de apoio.
O tratamento deve ser contínuo. A duração do Tratamento Intensivo é crítica para seu sucesso. O recomendado é que os indivíduos participem da terapia por pelo menos 90 dias para garantir as melhores chances de recuperação sustentada. Freqüentemente, os indivíduos podem começar com um Tratamento Intensivo e então fazer a transição para um tratamento ambulatorial menos intensivo após 30–60 dias.


 

Curta e Compartilhe